quarta-feira, 27 de maio de 2009

Surpresa

Com a confusão e o descuido destes ultimos dias por causa da separação dos casais e com a mudança andei a juntar alguns ovos e aves pequenas para reduzir o numero de casais e reparei em algumas aves mais pequenas e coloquei junto de recem nascidas.
Como não tenho reparado bem nos ninhos ouve uma ave ou outra que não anilhei. Tenho posto diversos ovos de bichenov nos bengalins e como não tem nascido nenhum tirei alguns e pus à sorte pelas casais. Não é que uma dessas aves que pensava ser um mandarim mais fracote era afinal um bichenov?
Já não o consegui anilhar com anilha de 2mm mas coloquei uma de 2,5mm apesar de esta talvez ir sair.
Isto não me esta a acontecer... tanto cuidado e não safo nenhum bichenov e este que meti lá o ovo sem querer saber nasce um, o meu primeiro Bichenov, nascido de qualquer maneira, e pior, já não o vou levar a exposição...

quarta-feira, 6 de maio de 2009

As minhas aves mais velhas

Em construção

Neste momento a minha ave mais velha é um bengalim preto-castanho com anilha de 2003 e com uma particularidade.
Tenho uma fêmea Gould classica cabeça vermelha peito roxo, da minha criação, do primeiro ano em que anilhei aves e tem a anilha "P-04-004 AOC 670-G" e ainda este ano criou sem problema nenhum e da qual tenho alguns filhos.
Hoje faleceu um dos meus mandarins mais velhos, uma femea de 2004, diluido Castanho, muito boa ave, senão fosse isso não teria insistido com o casal durante 3 anos até conseguir tirar criação! O macho ainda lá anda... mais um para morrer de velhice...